Topo Alerj tema 1

A SAGA DA SA√öDE P√öBLICA DE PARACAMBI

Usu√°rios do CAPSi denunciam a falta de profissionais e de √°gua pot√°vel.

Por Paracambi Notícia em 02/05/2023 às 17:50:00

A falta de profissionais no Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil (CAPSi) da Prefeitura de Paracambi tem sido uma grande preocupação para os usu√°rios e seus familiares. Terapeuta ocupacional, psicomotricista, assistente social, fonodiólogo e psiquiatra são algumas das √°reas que não possuem profissionais em n√ļmero suficiente para atender a demanda. Além disso, mesmo havendo uma licitação ativa para a distribuição de galões de √°gua pot√°vel para a Secretaria Municipal de Sa√ļde, a unidade não possui √°gua para os usu√°rios e seus funcion√°rios.

Diante dessa situação, muitos precisam levar √°gua de casa ou adquirir nas ruas. As informações sobre a falta de profissionais e de √°gua pot√°vel no CAPSi foram recebidas por meio de den√ļncias anônimas. A situação tem gerado transtornos para os usu√°rios, que precisam lidar com a falta de recursos e profissionais para atender suas necessidades. Segundo relatos de usu√°rios, o CAPSi tem funcionado de forma prec√°ria. As crianças que fazem terapia semanalmente estão sendo atendidas quinzenalmente, enquanto as que j√° faziam quinzenalmente estão sendo atendidas a cada 21 dias.

Essa é uma situação preocupante, uma vez que os usu√°rios deveriam ser atendidos no m√≠nimo uma vez por semana. A fonoaudióloga, por exemplo, deveria atender tr√™s vezes por semana, mas atualmente só consegue atender uma vez na semana. Isso ocorre porque ela é a √ļnica profissional nessa √°rea que presta atendimento no CAPSi. Como resultado, ela est√° sobrecarregada e não consegue atender a todos que precisam. Além disso, uma psicóloga est√° de licença maternidade e não foi substitu√≠da, o que tem gerado sobrecarga de trabalho para a profissional que ficou. Até mesmo a recepção do CAPSi est√° sobrecarregada, com um √ļnico funcion√°rio trabalhando sozinho. Essa situação é ainda pior porque a colega que o ajudava também saiu de licença maternidade e não foi substitu√≠da.

A Prefeitura que instituiu um dia no calend√°rio oficial de eventos do munic√≠pio para caminhada do autismo, visando conscientizar a população sobre essa questão. No entanto, a própria gestão não est√° se importando com os autistas que estão sofrendo preju√≠zos com as questões de falta de profissionais e atraso nas terapias. A situação é alarmante e requer ação imediata das autoridades competentes para garantir que os usu√°rios do CAPSi recebam o atendimento adequado e de qualidade que merecem. A falta de profissionais e recursos, aliada ao descaso da gestão, tem gerado preju√≠zos incalcul√°veis para a população mais vulner√°vel.


**Entramos em contato com a prefeitura e estamos aguardando um posicionamento dos mesmo.

Comunicar erro

Coment√°rios