Topo Alerj tema 1

Atraso no pagamento de sal├írios dos policiais do Programa CPROEIS gera indignação

De acordo com denúncias, o salário do mês de dezembro encontra-se atrasado e o de novembro foi pago com atraso

Por Paracambi Notícia em 22/01/2024 às 13:55:57

Uma situação preocupante tem afetado os policiais que integram o Programa CPROEIS, com sal├írios atrasados desde dezembro do ano passado. A denúncia veio à tona por meio dos próprios agentes de segurança, gerando grande preocupação na comunidade e levantando questionamentos sobre a gestão financeira do programa, que é de responsabilidade da Prefeitura Municipal.

O atraso salarial não se restringe apenas ao m├¬s de dezembro; os policiais também enfrentaram dificuldades com o pagamento referente a novembro, que foi efetuado com atraso em janeiro deste ano. A falta de regularidade nos pagamentos tem gerado impactos significativos na vida dos profissionais, colocando em xeque a estabilidade financeira de suas famílias.

A denúncia dos policiais, também divulgada pela p├ígina oficial do Programa CPROEIS, expôs a realidade que muitos agentes v├¬m enfrentando nos últimos meses. Através de comunicado, a p├ígina reconheceu a situação e destacou que estão sendo tomadas medidas para regularizar a situação o mais r├ípido possível. Além disso, os agentes também denunciam que a carga hor├íria de trabalho foi reduzida de 8 para apenas 6 horas, que interfere diretamente no sal├írio dos funcion├írios.



Entenda o programa CPROEIS

O Programa CPROEIS desempenha um papel crucial na segurança pública, e a efic├ícia de suas operações depende diretamente da motivação e bem-estar de seus integrantes. O atraso nos sal├írios não apenas prejudica a qualidade de vida dos policiais, mas também lança dúvidas sobre a prioridade dada à segurança pela administração respons├ível pelo programa.

O Programa CPROEIS representa uma colaboração estratégica entre o Governo do Estado e as Prefeituras Municipais em cada localidade. Nele, os policiais comprometem parte de sua folga para dedicar oito horas adicionais de trabalho, atuando em escalas extras. A responsabilidade pelo pagamento dos participantes do programa recai sobre as prefeituras, o que, infelizmente, tem sido associado a eventuais atrasos nos vencimentos.

Em Paracambi, o sistema foi implementado em 2018, e desde então, os policiais cooperam para a segurança da população local. Os moradores, por sua vez, mostra-se solid├íria aos policiais, reconhecendo a import├óncia de seu trabalho e exigindo uma solução r├ípida para o problema. A falta de pagamento não afeta apenas os profissionais diretamente envolvidos, mas também compromete a efic├ícia do programa, colocando em risco a segurança da comunidade.

Comunicar erro

Comentários