Topo Alerj tema 1

'Chucky de Paracambi' é preso suspeito de atirar 28 vezes contra motorista de aplicativo

Homem possui seis anotações criminais e estava preso até junho deste ano, quando conseguiu liberdade e passou a usar tornozeleira eletrônica

Por Paracambi Notícia em 08/09/2023 às 13:14:54
Carro da vítima após os tiros

Carro da vítima após os tiros

Emerson da Silva Freitas Júnior, mais conhecido como Chucky de Paracambi, foi preso em flagrante, na quinta-feira (7), suspeito de atirar 28 vezes contra o carro de um motorista de aplicativo em Paracambi, Região Metropolitana do Rio. Emerson foi localizado horas depois do crime por policiais da Operação Segurança Presente na Estação Ferroviária de Paracambi, no acesso pela Praça Nova Cara, no centro do município.

De acordo com o motorista de aplicativo, na madrugada de quinta-feira (7), ele recebeu o chamado de uma mulher para uma corrida. Ao chegar no ponto marcado, próximo da comunidade Beira Rio, em Lages, ele fez contato telefônico e a pessoa pediu para que aguardasse, que já estava a caminho.

Neste momento, ele viu o suspeito se aproximar, a quem conhecia de vista. Ainda de acordo com a vítima, sem qualquer justificativa o homem tirou uma pistola de dentro do capacete, que carregava na mão, e fez 28 disparos contra o veículo. Dois atingiram o motorista de raspão na cabeça. Mesmo ferido, ele deu ré e conduziu o carro até o Hospital Municipal Adalberto da Graça e, depois, foi levado para o Hospital Geral de Nova Iguaçu. Ainda não há informações sobre o seu estado de saúde.

O motorista descreveu o criminoso aos policiais do 24 BPM (Queimados) e, na tarde desta quinta-feira (7), os agentes do Paracambi Presente intensificaram o policiamento, olhando com atenção todos os trens que chegavam à estação. No começo da noite, eles reconheceram e prenderam o suspeito, que foi autuado na 51ª DP (Paracambi) por tentativa de homicídio e lesão corporal.

Emerson possui seis anotações criminais e esteve preso até junho deste ano, quando conseguiu a liberdade e passou a usar tornozeleira eletrônica. Ele foi condenado a cinco anos de prisão por porte de arma de uso restrito.




Fonte: O Dia

Comunicar erro

Comentários